Nova Curitiba

A Curitiba que vai nascer com Ney Leprevost é uma cidade aberta. Aberta para se andar nas ruas com tranquilidade. Aberta para quem pega o ônibus e quer chegar logo e bem, sem pagar caro por isso. Aberta para o trabalho digno a que todos temos direito, para as empresas inovadoras, para o crescimento sustentável. Aberta para o conhecimento, para o professor e para o aluno, para o aprendizado profissional. Uma Curitiba que nunca se fecha para quem precisa de atendimento médico, de lazer, de esporte. Uma cidade para o cidadão, com o coração aberto para o presente e a cabeça aberta para o futuro.

NEY

Filho de Jussara e Luiz Antonio, Ney nasceu em Curitiba. Tem 42 anos, é casado com Carina e pai de Pedro. Fez o primário na Escola Estadual Nice Braga, no bairro de Santa Quitéria. Formou-se em administração de empresas. A vocação social de Ney começou aos oito anos de idade, quando saía com a avó para participar de discussões de interesse comunitário. Ney teve o seu primeiro emprego aos 13 anos de idade como comentarista esportivo, a convite do jornalista Carneiro Neto.

Sempre muito comunicador e proativo, teve contato direto com a comunidade e, aos 22 anos, foi eleito para o seu 1º mandato na Câmara Municipal de Curitiba, sendo nesta época o vereador mais votado da cidade. Logo em seu primeiro mandato, ouvindo os apelos da irmã Glacy, Ney idealizou e concretizou a linha de ônibus Inter Hospitais. Ligando os principais hospitais de Curitiba e outros importantes centros de saúde, a linha consolidou-se como uma alternativa eficiente de transporte coletivo para as pessoas que necessitam de atendimento medico, assim como para os funcionários das instituições da saúde.

Ney foi presidente da Associação dos Amigos do Hospital de Clínicas e é amigo da Associação das Crianças Órfãs da AIDS, do Pequeno Cotolengo do Paraná, da Rede Feminina de Combate ao Câncer e de mais 146 entidades.

Pela atuação de destaque, especialmente na área social e de esporte, em 1999 foi convidado por Jaime Lerner a assumir a Secretaria de Estado do Esporte e Turismo, tornando-se o Secretário mais jovem do Brasil com 25 anos. Nesta pasta foi o idealizador do “Centro de Excelência do Basquete” e retomou o projeto “Pintando a Liberdade”, que tornou-se referência na ressocialização dos detentos do sistema penitenciário. Também foi o idealizador do projeto “Piá Bom de Bola”, que entrou para história como o maior evento esportivo já promovido no Paraná. Na área do Turismo, o Congresso ABAV 99 foi sem dúvida sua maior realização. O evento reuniu cerca de 18 mil pessoas de mais de 60 países em Curitiba.

Em 2000 foi reeleito vereador de Curitiba, sendo o autor de mais de 50 Projetos de Lei, na área da saúde, educação, esporte e turismo, entre outras, visando melhorias nas condições de vida de todos os cidadãos paranaenses. No ano de 2003 instituiu a CEI da Saúde – Comissão Especial de Inquérito Parlamentar, para averiguar irregularidades no setor da saúde.

Nas eleições municipais para vereador no ano de 2004, foi o primeiro colocado na Câmara Municipal de Curitiba, reeleito com 18.582 votos, sendo o mais votado em Curitiba e no Paraná.Em 2006 concorreu a uma vaga na Assembleia Legislativa do Paraná e elegeu-se com 53.471 votos. Como parlamentar criou mais de 200 Projetos de Lei nas áreas de saúde, cultura e educação.  À frente da Comissão de Saúde, criou vários projetos de lei, como o que garante a isenção de alíquota de cobrança de ICMS aos medicamentos farmacêuticos, desde que o benefício seja repassado para o consumidor final.

Criou também a Semana Paranaense de Prevenção da Síndrome de Imunodeficiência adquirida – Aids – e demais doenças sexualmente transmissíveis, a ser realizada no mês de novembro. Também aprovou 36 milhões de reais em emendas parlamentares, para equipar hospitais do Paraná. Denunciou a falta de leitos de UTI no interior do Estado e defendeu a população humilde na crise dos remédios. Criou o Projeto de Lei que garante a mamografia gratuita para mulheres a partir dos 35 anos, entre outros.

Em 2010 concorreu à reeleição e foi o deputado mais votado de Curitiba, com cerca de 80 mil votos. Dentre os projetos de Ney que se transformaram em lei, o destaque sem dúvida nenhuma é a Lei da Ficha Limpa/Paraná, que veda a ocupação de cargos comissionados na administração pública do Estado a pessoas que foram condenadas por crimes.No âmbito político, Ney participou ativamente da fundação do Partido Social Democrático, o PSD, tendo sido eleito por aclamação Presidente do Diretório de Curitiba, além de tornar-se Secretário Geral do partido no Paraná. Nas eleições de 2014, Ney Leprevost conquistou cerca de 72 mil votos, sendo o deputado mais votado do PSD.

No trágico dia 29 de abril de 2015, Ney esteve junto aos professores, manifestando seu repúdio ao exagerado uso da força contra os educadores por parte do Governo do Estado. Ney se afastou do Governo desde então, por discordar de suas atitudes violentas e antidemocráticas.

POR QUE NEY PREFEITO

Ney Leprevost é um homem com profunda vocação social, manifestada desde a infância. Acredita na honestidade, na inteligência e na solidariedade como formas de se construir uma nova Curitiba – um lugar em que as famílias possam se mover com tranquilidade, onde elas tenham oportunidades de emprego e de crescimento pessoal, com segurança e muito lazer para viverem felizes.

Ney quer ser prefeito para, junto à melhor equipe técnica e aos curitibanos de bem, tornar realidade esta Curitiba humana e forte. O caminho em que Ney acredita para se chegar lá é o da inovação, o do novo contra o de novo, o das novas ideias contra a velha forma de se fazer política. Este caminho leva a um único objetivo: a felicidade da nossa gente.

55 propostas para Curitiba

    1. Aplicar a Gestão Inteligente na administração da cidade, com o uso intensivo das tecnologias digitais teremos menos filas, menos esperas, mais agilidade e mais tempo livre para as pessoas.
    2. Reduzir o número de cargos em comissão, prestigiar os servidores concursados do município. Cortar mordomias e combater o desperdício do dinheiro do contribuinte.
    3. Reduzir o tempo de espera para marcação de consulta com médicos especialistas e exames através do cartão PAS (Programa de Atendimento a Saúde); aplicando a Gestão Inteligente e recursos do SUS.
    4. Fazer de Curitiba referência internacional em saúde da criança. Através do Centro de Excelência de Medicina Infantil (CEM) que será construído na regional Boa Vista em parceria com o Hospital Infantil Pequeno Príncipe. Na equipe, médicos, enfermeiras, psicólogas, assistentes sociais, dentistas, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, nutricionistas e demais profissionais  especialistas em promover a saúde preventiva, curativa, física e mental das crianças de Curitiba.
    5. Melhorar e ampliar o atendimento da saúde domiciliar, valorizando os agentes de saúde e tornando o tratamento de doentes crônicos e idosos, mais eficiente e humanizado.
    6. Fazer o PAI – Pronto Atendimento Infantil nas regiões norte e sul, com pediatras 24 horas.
    7. Em parceria com o Hospital Erasto Gaertner e a Liga Paranaense de Combate ao Câncer, construir o ‘’Erastinho‘’, primeiro hospital oncopediátrico do sul do país.
    8. Implantar o cupom creche. Através de parceria nenhuma criança irá ficar sem vaga nas creches de Curitiba.
    9. Estender o horário de funcionamento das creches e fazer uma creche que funcione até meia noite na Regional Matriz para as mães que trabalham em restaurante, hospitais outras atividades que funcionam além do horário comercial.
    10. Implantar o Leve Leite em todos os CMEIs -Centro Municipal de Educação Infantil para ajudar na formação nutricional das crianças. Cada mãe terá direito a 2 kg de leite por mês.
    11. Criar o primeiro sistema de aprendizado do Brasil, com valorização das professoras e participação dos pais na vida escolar.
    12. Implantar o contra turno escolar, com a oferta, no horário contrário ao da escola regular, de esporte, artes, laboratório de ciências e informática.
    13. Capacitar, motivar, valorizar e bem remunerar os professores.
    14. Tornar as escolas locais seguros e inclusivos para toda a comunidade.
    15. Implantar as Escolas da Vida que ficarão abertas nos finais de semana para atividades esportivas, culturais, cursos profissionalizantes e de orientação para pais sobre saúde, violência, trânsito, prevenção às drogas e oportunidade de renda.
    16. Disponibilizar a vacina contra gripe h1n1 em março de todos os anos para alunos da rede pública, professores, taxistas, motoristas, cobradores de ônibus, servidores de escolas e da área de saúde.
    17. Utilizar o Banco Microempreendedor para oferecer empréstimos com juros de poupança a quem precisa de até cinco mil reais para abrir ou ampliar o seu pequeno comércio.
    18. Fazer o Condomínio do Futuro, na região da CIC, reunindo pequenos prestadores de serviços que pagarão a Prefeitura pelo espaço e a estrutura para trabalhar, atendendo meio expediente por semana pessoas inscrita na Fundação de Ação Social.
    19. ISS Verde para empresas que adotarem modelos de reutilização ou reciclagem de lixo estabelecida pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente.
    20. Desburocratizar a concessão de guias, licenças e alvarás para promover o empreendedorismo e a geração de empregos.
    21. Fazer os programas Piá Bom de Bola e Menina Campeã.
    22.  Construir o Ginásio Olímpico e Paraolímpico de Curitiba. Através do projeto Podium, construir verdadeiros centros de excelência das mais diversas modalidades esportivas.
    23. Adotar o Prefeito com a Gente. Todas as sextas feiras o prefeito irá passar o dia nos bairros, dialogando com o cidadão. Uma vez por mês haverá audiência pública geral no prédio da Prefeitura, quando munícipes serão atendidos, sem marcar hora, pelo prefeito e os secretários municipais.
    24. Sincronização dos semáforos.
    25. Criação de polos gastronômicos para fomentar a economia e atrair turistas. Melhores calçadas, mais iluminação, horário diferenciado e câmeras de vigilância. Destinar 0,50 % do ISS para atração de turistas. Criar a feira de comida típicas do Paraná na região sul da cidade e a feira da rua das flores somente nos feriados, jamais aos domingos.
    26. Desafogar a Linha Verde através da construção de viadutos e trincheiras.
    27. Reintegrar o transporte coletivo. Tornar os terminais de ônibus 100% acessíveis para pessoas com deficiência e seguros para todos. Renovar a frota de ônibus de Curitiba e utilizar combustíveis menos poluentes.
    28. Revitalizar a linha de ônibus Inter hospitais.
    29. Acabar com a indústria da multa. Investir mais em conscientização.
    30. Realizar parceiras públicas privadas para construção de estacionamento subterrânea.
    31. Investir na integração de modais de transporte. Fazer estações de compartilhamento de bicicleta e ciclovias de verdade. Implantar o VLT – Veículo Leve sobre Trilhos.
    32. Aumentar o número de produtos disponíveis e revitalizar os armazéns da família.Melhorar as condições de trabalho dos feirantes e divulgar amplamente todas as feiras da cidade. Fomentar e incentivar as hortas comunitárias.
    33. Fazer de Curitiba a capital da cultura. Realizar o projeto Monteiro Lobato de literatura infantil. Devolver a Fundação Cultural aos artistas da cidade. Levar a música e o teatro a todos os lugares possíveis, através de incentivos para apresentações públicas nos parques e praças.
    34. Abertura de concurso público para a Fundação Cultural. Levar oficinas de todas as artes através do projeto ‘’ Amor e Arte aos hospitais, asilos e creches.
    35. Desenvolver um aplicativo que possibilite consultas públicas por via digital sobre temas polêmicos de grande interesse da comunidade tornando a gestão mais participativa.
    36. Acabar com a máfia do antipó. Fazer asfalto          definitivo em 800 km de ruas em quatro anos.
    37. Fortalecer o programa Lixo que não é Lixo. Estreitar a parceria com os coletores e proporcionar a eles condições dignas de trabalho e promoção social.
    38. Através do FNDE – Fundo de Desenvolvimento da Educação e de PPS (Parceria Pública Privada), gradativamente, fornecer o uniforme escolar para as crianças.
    39. Investir na despoluição dos rios. Melhorar a coleta de lixo. Ampliar o número de equipes de manutenção de roçada. Todo este trabalho será monitorado e integrado através do projeto Cidade Limpa.
    40. Regularizar áreas ocupadas que estão consolidadas e semi urbanizadas .
    41. Captar novas fontes de recurso para habitação e utilizar energias renováveis sustentáveis feitas com recursos do IPTU verde.
    42. Chamar os guardas municipais aprovados em concurso. Valorizar, treinar e equipar o efetivo da Guarda Municipal.
    43. Implantar a unidade de combate uso crack.
    44. Treinar 90 guardas municipais que irão integrar o  GPP – Grupo de Proteção ao Passageiro que o novo prefeito vai criar para atuar à paisana, no policiamento no interior dos ônibus.
    45. A Guarda Municipal irá auxiliar as polícias no patrulhamento preventivo e terá como sua principal missão a proteção do cidadão.
    46. Centro de Monitoramento Integrado para com câmeras da prefeitura, das policias, das empresas de segurança, dos edifícios privados e residenciais, aliadas à inteligência na prevenção do crime.
    47. Wi-fi livre e gratuito em todos os parques, terminais de ônibus e praças, além de pontos para carregar celulares.
    48. Alinhamento e recuperação de calçadas através de parcerias com a iniciativa privada e o cidadão.
    49. Implantar a CRIS – Casa de Reabilitação, Integração e Saúde para os moradores de rua receberem tratamento médico e qualificação profissional .
    50. Implantar o Portal do Voluntário para receber doações de materiais e de serviços para a Fundação de Ação Social.
    51. Incentivar o uso de prédios subtilizados pela prefeitura para abrigar coworking e startups. Promover Hackthons (maratonas digitais) para desenvolver novos aplicativos para os municípios.
    52. Revitalização do centro e do setor histórico com benefícios fiscais para funcionamento do comércio e de serviços até às 22 horas.
    53. Construção pelo sistema de parceria público privada do Centro de Convenções. Revitalização da Avenida Manoel Ribas. Implantação de cabeamento elétrico subterrâneo. Transformação do Parque Barigui no primeiro smartpark do mundo e implantação do programa Família no Parque.
    54. Transformar o zoológico em santuário para os animais através de parceria público privado, como o Parque das Aves de Foz do Iguaçu. Transformar o Centro de Zoonoses da Prefeitura em um centro de recolhimento e tratamento de animais em situação de risco para resgatar, tratar, castrar, vacinar, chipar e destinar para adoção responsável. Promover a chipagem, vacinação e castração de animais como política pública. Educar nas escolas para a guarda responsável dos animais. Criar o selo Animais. Criar o selo Amigo dos Animais para patrocínio de iniciativas de proteção animal.
    55. Fazer de Curitiba a capital sul-americana do skate. Trazer os adolescentes para parcerias com o município com objetivo de combater a pichação. Implantar o projeto Meu Campinho. Premiar as melhores iniciativas de jovens que através da arte e do esporte ajudarem na prevenção ao abuso de drogas e na conscientização para cultura da paz.

Baixe as 55 propostas em pdf

Baixar arquivo

NEY na TV

Cadastre-se

Junte-se a nós nesta nova Curitiba. Compartilhe com a gente suas ideias e soluções.



Notícias